Preocupado com a COVID-19? Visite nossa página de recursos para saber como ajudar sua equipe a permanecer produtiva enquanto trabalha remotamente.

O que é o Slack? Conheça esta e outras 5 ferramentas de colaboração

Publicado em 23/04/2020 por Lucca Rossi e Pritam Tamang

o que é slack

Em tempos de aumento do trabalho remoto, muitos se depararam com novas ferramentas que facilitam (e muito) o trabalho em equipe à distância. Uma delas é, sem dúvida, o Slack. Ainda não sabe o que é o Slack

O Slack é uma ferramentas de colaboração com diversas funcionalidades, de compartilhamento de arquivos online à organização de reuniões por videoconferência e que permite a conexão com equipes remotas por meio de canais de bate-papo em tempo real.

O Slack facilita a gestão de projetos ao reunir em apenas uma plataforma as variadas necessidades de diferentes tipos de profissionais e equipes. O programa pode ser usado no computador e também possui versões mobile (tanto para dispositivos que rodam com iOS ou Android). 

Além das diversas funcionalidades, outro destaque do Slack é a experiência do usuário: suas semelhanças com uma rede social e a facilidade de uso (com a possibilidade de arrastar e soltar arquivos para compartilhamento, por exemplo) são um dos pontos fortes destacados pelos seus usuários ao redor do mundo. 

A ferramenta também se integra a soluções de terceiros, permitindo que as equipes possam fazer muito mais com o software, como realizar pesquisas e enquetes nos canais do Slack ou postar e-mails diretamente em um feed de notícias.

Prós do Slack: 

  • Integração com vários aplicativos de gerenciamento de projetos, como o Wrike e o Trello.
  • Usuários podem criar canais de comunicação por equipe, por projeto etc.
  • Canais públicos permitem que os colegas vejam o que outras equipes estão fazendo.

Entretanto, apesar do amplo reconhecimento dos usuários, o Slack não é a única ferramenta do tipo disponível no mercado. Para equipes remotas que trabalho com sessões de brainstorming ou colaboram editando documentos em tempo real, o Slack pode não ser a ferramenta certa.

Contras do Slack:

  • O excesso de canais de chat pode ser prejudicial à produtividade. 
  • Falta de funções mais robustas, como um lugar central para armazenar sprints, relatórios e roteiros de projeto e a possibilidade de visualizar o progresso do projeto em relação às tarefas, orçamentos etc.

Para ajudar você a encontrar as melhores alternativas ao Slack, analisamos softwares listados no diretório de ferramentas de colaboração do Capterra e criamos uma lista com as cinco opções principais. Os programas estão apresentados em ordem alfabética.

5 alternativas ao Slack para colaboração

1. Blizz: Ferramenta de videoconferência para reuniões de equipe

Blizz logoAvaliações: 40
Probabilidade de recomendação: 9,4
Recursos e funcionalidades: 4,6

O Blizz é um programa baseado na nuvem que oferece compartilhamento de tela, chamadas VoIP, videoconferência e bate-papo. Os usuários podem agendar e enviar convites para reuniões online, transmitir apresentações, compartilhar arquivos e conversar durante reuniões ao vivo, além de enviar pesquisas após a reunião.

O programa é ideal para realizar reuniões online rapidamente para discutir projetos, sessões de treinamento e compartilhar ideias.

 Prós:

  • As avaliações do Capterra destacam a rapidez da configuração e a interface, fácil de usar.
  • Os usuários ressaltam que a ferramenta suporta vídeos de alta resolução e captura gravações de áudio de qualidade.

Contras:

  • Alguns usuários gostariam de ver melhorias no aplicativo para celular, como a câmera sendo ativada automaticamente ao se reconectar a uma videochamada.
  • Apesar de gostarem do suporte a vídeo de alta resolução, os usuários mencionam que o software requer uma conexão à internet de alta velocidade para evitar atrasos durante as chamadas de vídeo.

Quanto custa?

O Blizz oferece um plano gratuito e três opções de assinaturas pagas: Core, Crew e Company. Os planos pagos começam a partir de US$ 6 (cerca de R$ 30) por mês, para 10 participantes.

blizz print screen
Tela de início de videoconferência do Blizz, que oferece plano gratuito (Fonte)

2. G Suite: Suite de colaboração para gestão de documentos

google logoAvaliações: 9.501
Probabilidade de recomendação: 9,1
Recursos e funcionalidades: 4,6

O G Suite é o conjunto de ferramentas de colaboração baseadas na nuvem que, além do Hangouts Meet e do Chat, inclui o Docs, Sheets, Forms e Slides, o Gmail e o Drive. Os recursos ajudam as equipes a trabalhar de forma colaborativa em documentos, compartilhar arquivos, conversar e muito mais.

Como concorrente do Slack, o que diferencia o G Suite são seus recursos de colaboração de documentos. As equipes podem criar e editar documentos em tempo real e armazenar diferentes versões no Drive.

 Prós:

  • Segundo as avaliações do Capterra, a ferramenta é intuitiva e fácil de usar.
  • Os usuários dizem que a funcionalidade de editar documentos offline e sincronizá-los mais tarde é muito útil.

Contras:

  • Os usuários gostariam de ter mais opções de formatação, como a possibilidade de adicionar estilos diferentes e alterar os layouts de documentos.
  • Alguns usuários gostariam de ver um compartilhamento de arquivos mais simples.

Quanto custa?

O G Suite possui três planos de assinatura diferentes: Basic, Business e Enterprise. O plano Basic custa R$ 24,30 por usuário, por mês.

g suite print
Tela de acesso às ferramentas de colaboração no G Suite (Fonte)

3. Miro: Lousa online para sessões de brainstorming

logo miroAvaliações: 190
Probabilidade de recomendação:  9,4
Recursos e funcionalidades: 4,7

O Miro é um programa baseado na nuvem projetado para colaboração visual. Ele vem com modelos de whiteboard online (lousa digital), compartilhamento de tela, compartilhamento de vídeo, bate-papo e comentários. Os usuários podem criar e compartilhar projetos, visualizar fluxos de trabalho de processos e criar mapas mentais.

O destaque do Miro está no recurso de whiteboard, que ajuda equipes, como de designers de UI/UX ou de desenvolvimento de produtos, a discutir ideias e compartilhar planos em uma plataforma comum.

 Prós:

  • As avaliações do Capterra destacam a funcionalidade da lousa digital, que pode ser usada para vários propósitos, como planejar projetos, gerenciar sprints e revisar wireframes.
  • Os usuários dizem que a equipe de suporte responde rapidamente às consultas e oferece resoluções com velocidade.

Contras:

  • Os usuários afirmam que a curva de aprendizado para entender como os modelos funcionam e conseguir usar o whiteboard para desenhar ideias visuais pode ser acentuada.
  • Os usuários gostariam de ver melhorias na qualidade de vídeo e áudio durante as reuniões online.

Quanto custa?

O Miro oferece um plano gratuito, além de dois planos de assinatura paga: Team e Company. O preço inicial dos planos pagos é de US$ 10 (cerca de R$ 50) por usuário, por mês, cobrado anualmente.

miro print screen
Lousa digital online do Miro, ferramenta ideal para brainstorm remoto (Fonte)

4. Samepage: Ferramenta centralizada para colaboração em projetos

same page logoAvaliações: 780
Probabilidade de recomendação: 9,2
Recursos e funcionalidades: 4,6

O Samepage é uma ferramenta de colaboração baseada na nuvem com áreas de trabalho em equipe, bate-papo, edição de documentos, videoconferência, calendários de equipe, compartilhamento de arquivos e gestão de tarefas.

O programa é semelhante ao Slack quando se trata de recursos de comunicação, como feeds de atividades compartilhadas e bate-papo. A diferença é que o programa oferece recursos adicionais de gestão de projetos, como rastreamento de milestones e gestão de tarefas com painéis Kanban.

 Prós:

  • As avaliações do Capterra destacam as funções de colaboração, como bate-papo em tempo real, compartilhamento de arquivos e edição de documentos.
  • Os usuários também destacam a interface de arrastar e soltar.

Contras:

  • Segundo os usuários, são necessárias melhorias no aplicativo para Android, como melhores controles de navegação.
  • Os usuários comentam também sobre a falta de um calendário mestre consolidado que permita visualizar rapidamente tarefas para diferentes equipes.

Quanto custa?

O Samepage oferece um plano gratuito e dois planos de assinatura: Pro e Enterprise. O plano pago começa a partir de US$ 8 (cerca de R$ 40) por usuário, por mês, cobrado anualmente.

samepage print
Visão da área de comentários em documentos no Samepage (Fonte)

5. talkspirit: Ferramenta de comunicação para produtividade de equipes

talkspirit logoAvaliações: 65
Probabilidade de recomendação: 9,2
Recursos e funcionalidades: 4,5

O talkspirit é uma ferramenta baseada na nuvem que inclui quadros de discussão, videoconferência, bate-papo, compartilhamento de arquivos, feeds de atividades e marcação nas redes sociais.

Os usuários podem conversar com outros individualmente ou com vários membros da equipe, além de compartilhar documentos, criar canais de bate-papo em grupo e compartilhar informações e mensagens como feeds, semelhante às redes sociais.

O programa se parece muito com o Slack em termos de desenho e usabilidade. O destaque fica por conta dos seus recursos de bate-papo em equipe.

 Prós:

  • As avaliações do Capterra destacam a interface fácil e intuitiva, que permite que novos usuários comecem a usar a ferramenta rapidamente.
  • Os usuários gostam da flexibilidade de personalização da ferramenta, que permite usar as cores e o logotipo da própria empresa.

Contras:

  • Alguns usuários citam a necessidade de mais plug-ins de terceiros e de integrações de chatbots.
  • Muitos gostariam de ver um maior controle sobre as notificações, para não serem inundados por atualizações de tarefas.

Quanto custa?

O talkspirit oferece um único plano de assinatura, que custa US$ 4,47 (cerca de R$ 22) por usuário, por mês, quando cobrado mensalmente, e US$ 3,35 (cerca de R$ 17) por usuário, por mês, para pagamentos anuais.

print talkSpirit
Visualização de comentários no talkspirit, que não oferece plano grátis (Fonte)

tabela o que é slack alternativas

Etapas para selecionar a ferramenta de colaboração certa

Como ferramenta de colaboração, o Slack inclui vários recursos, podendo oferecer até mais do que algumas empresas provavelmente precisam.

Ao avaliar alternativas para o Slack, mesmo as que não estão entre as cinco acima, siga as etapas abaixo para encontrar a opção adequada:

  • Defina seu orçamento: determine um faixa de orçamento para restringir sua lista aos softwares que você pode pagar.
  • Crie uma lista de recursos obrigatórios: defina os principais recursos que sua empresa precisa para a colaboração em equipe. Isso ajudará você a selecionar produtos que atendam ao seu orçamento e aos seus requisitos.
Procurando  ferramentas de gestão de projetos? Confira a lista completa do Capterra com as melhores soluções de programas do tipo.

Metodologia

Para serem selecionados, os programas precisavam atender aos seguintes requisitos:

  • Preços compatíveis: o preço dos programas deveria ser igual ou inferior a US$ 10 (cerca de R$ 50) por usuário.
  • Recursos principais: os programas deveriam oferecer recursos básicos de colaboração, como bate-papo, compartilhamento de arquivos e áreas de trabalho.
  • Mínimo de 20 avaliações de usuário no Capterra (publicadas nos últimos dois anos): os programas deveriam ter pelo menos 20 avaliações recentes no Capterra, o que ajuda a destacar os prós e contras de cada opção do ponto de vista de usuários reais.
  • Classificação alta em “Probabilidade de recomendação”: os produtos deveriam ter uma classificação média de recomendação de pelo menos 9 de 10 no site do Capterra.
  • Avaliação alta em “Recursos”: os programa também deveriam ter uma avaliação mínima das funcionalidades de 4 de 5 no site do Capterra.

Esse artigo pode se referir a produtos, programas ou serviços ainda não disponíveis em seu país, ou pode ter restrições legais ou regulatórias. Sugerimos que você consulte o provedor de software diretamente para informações sobre disponibilidade do produto ou conformidade com as leis locais.