5 softwares gratuitos e open source de monitoramento de rede

Publicado em 15/06/2020 por Gitanjali Maria e Lucca Rossi

Você está adiando o investimento em uma ferramenta de monitoramento de rede por causa da questão financeira? Esta lista de softwares gratuitos e de código aberto pode te ajudar.

header monitoramento de rede

O monitoramento de rede é essencial para a gestão de TI e as estratégias de segurança de qualquer empresa. Pesquisa recente do Capterra mostrou, no entanto, que muitas pequenas e médias empresas brasileiras estão falhando na segurança da informação.  

Os custos associados às ferramentas de monitoramento de rede podem ser um impedimento para muitos negócios. Nos casos mais extremos, esses sistemas podem custar até US$ 10 mil (cerca de R$ 54 mil) no primeiro ano de uso, e as pequenas empresas chegam a pagar, em média, US$ 1.400 (cerca de R$ 7.500) anualmente por esse tipo de solução.

Versões freemium (opções gratuitas de programas pagos que oferecem funcionalidades limitadas, limite de usuários ou ambos) podem servir como um primeiro passo para que você entenda o valor desses sistemas e possa explorá-los a fim de obter o melhor retorno sobre o investimento (ROI).

O Capterra analisou cerca de 80 ferramentas gratuitas de monitoramento de rede listadas em seu diretório de softwares e identificou as cinco melhores para ajudar você a tomar a melhor decisão de compra.

Cada uma das  opções mencionadas neste artigo tem uma pontuação mínima de 4 e, pelo menos, dez avaliações de usuários publicadas no site no ano passado. A metodologia completa para escolha e seleção das ferramentas está disponível ao final do texto. Os produtos estão listados em ordem alfabética.

5 ferramentas de monitoramento de rede gratuitas e de código aberto

1. Checkmk

O Checkmk é uma ferramenta de monitoramento de aplicativos, servidores e rede gratuita e de código aberto. Ele usa plug-ins inteligentes para coletar dados de diferentes tipos de hardware e software e suporta tanto monitoramento baseado em agente como sem agente, via protocolos SNMP e HTTP ou APIs.

O Checkmk oferece monitoramento de logs e eventos, criação de gráficos e relatórios de séries temporais e análise de log de dados. Além disso, inclui alertas e notificações, detecção automática, configuração baseada em regras e rastreamento de inventário.

O Checkmk é adequado para empresas de todos os tamanhos e está disponível em versões com hospedagem remota ou local.

Prós: Segundo avaliações do Capterra, o software é simples e fácil de usar. Os usuários destacam os recursos de detecção automática e monitoramento do software e as opções de personalização.

Contras: Alguns usuários consideram que a documentação de software deveria ser atualizada e mais detalhada. Alguns também afirmam que a interface da ferramenta poderia ser mais moderna.

Valor do upgrade: O Checkmk Raw é totalmente grátis e com código aberto. A versão Enterprise custa € 714 (cerca de R$ 4.000) por ano para monitorar até três dispositivos.

Avaliadores mais frequentes: Em 2018 e 2019, 35% das avaliações de usuários do Checkmk no Capterra vieram de pequenas empresas (menos de 100 funcionários), 18%, de médias empresas (de 101 a 1.000 funcionários) e 47%, de grandes empresas (mais de 1.000 funcionários).

A maioria dos avaliadores eram dos setores automotivos e de serviços de TI.

Aplicativos móveis: Não disponíveis.

captura de tela checkmk
Exemplo de gráficos de serviço no Checkmk, que oferece usuários ilimitados (Fonte)

Saiba mais

2. CloudStats

O CloudStats é uma ferramenta de monitoramento de sites e servidores para sistemas operacionais Linux e Windows. Ele ajuda a identificar processos que consomem grandes volumes de largura de banda da rede.

O programa está configurado para monitorar recursos na nuvem e também em servidores locais. Ele também permite fazer backup de dados no Amazon S3 ou em discos locais. Trata-se de um sistema de monitoramento baseado em agente e usa seu agente exclusivo para coletar e enviar dados de rede para contas de usuários.

O CloudStats é adequado para empresas de todos os tamanhos e está disponível como uma solução baseada na nuvem.

Prós: Segundo avaliações do Capterra, o software é fácil de usar e possui uma interface descomplicada. Os usuários também dizem que é fácil configurá-lo e que ele oferece todo o que é necessário para rastrear os recursos de TI.

Contras: Alguns usuários acham que a documentação do software pode ser aprimorada. Outros, gostariam de vê-lo mais customizável. 

Valor do upgrade: A versão gratuita do CloudStats inclui alertas básicos, retenção de dados por 24 horas e suporte para apenas um usuário. A versão paga custa US$ 5 (cerca de R$ 25) por servidor, por mês, e oferece retenção de dados por 30 dias, alertas avançados e permissões baseadas em perfis para múltiplos usuários.

Avaliadores mais frequentes: Entre 2018 e 2019, 90% das avaliações de usuários do CloudStats no Capterra vieram de pequenas empresas (menos de 100 funcionários), 5%, de empresas de médio porte (de 101 a 1.000 funcionários) e 5%, de grandes empresas (mais de 1.000 funcionários).

A maioria dos avaliadores eram de empresas de serviços de TI, software e internet.

Aplicativos móveis: Não disponíveis.

captura de tela cloudstats
Monitoramento de servidores no CloudStats, grátis para um usuário (Fonte)

Saiba mais

3. Spiceworks

O Spiceworks é um software gratuito de gestão de ativos de TI que oferece monitoramento de rede e ferramentas de suporte técnico. A ferramenta de monitoramento de rede permite rastrear a infraestrutura crítica de TI, como servidores, dispositivos IP e comutadores, enquanto a de suporte técnico inclui recursos para gestão de chamados, relatórios, automação de regras de chamados e integração com diretórios ativos.

O programa é adequado principalmente para pequenas e médias empresas e está disponível nas versões local e na nuvem.

Prós: Segundo avaliações do Capterra o Spiceworks é simples e fácil de usar. Os usuários dizem que a comunidade Spiceworks responde às dúvidas rapidamente e muitos mencionam que o programa se diferencia de outras ferramentas gratuitas pelo grande volume de funcionalidades oferecidas

Contras: Os usuários reclamam que às vezes o aplicativo fica lento. Alguns também reclamam da sua configuração um pouco complicada e muitos se queixam do excesso de publicidade.

Valor do upgrade: Todos os planos oferecidos pelo Spiceworks são gratuitos.

Avaliadores mais frequentes: Em 2018 e 2019, 67% das avaliações de usuários do Spiceworks no Capterra vieram de pequenas empresas (menos de 100 funcionários), 20%, de empresas de médio porte (de 101 a 1.000 funcionários) e 13%, de grandes empresas (mais de 1.000 funcionários).

A maioria dos avaliadores eram dos setores de serviços de TI, gerenciamento educacional, serviços financeiros e ONGs.

Aplicativos móveis: iOS, Android

captura de tela spiceworks
Visão geral de todos os dispositivos conectados a uma rede no Spiceworks (Fonte)

Saiba mais

4. Splunk Enterprise

O Splunk Enterprise é uma ferramenta de monitoramento de infraestrutura de TI que ajuda a coletar e analisar dados de diferentes dispositivos. Ele oferece monitoramento de aplicativos, de servidores e de rede, análise de eventos, monitoramento de contêineres e de virtualização.

O programa mede a latência, o volume e o estado de todas as conexões HTTP, ajudando a rastrear o tempo de resposta e de consulta dos servidores da web. O software também ajuda no monitoramento da infraestrutura na nuvem e na gestão de conformidade da segurança.

É adequado principalmente para empresas de médio e grande porte. O Splunk Enterprise é a versão local, enquanto o Splunk Cloud é a versão hospedada do software.

Prós: Segundo avaliações do Capterra, a capacidade do software de lidar com grandes conjuntos de dados e analisar dados de log é um destaque. Muitos usuários também aprovam o painel de controle e as opções de relatórios do Splunk, que permitem combinar dados de várias fontes

Contras: Alguns usuários consideram  difícil aprender a usar o software e também afirmam que o programa fica lento ao salvar grandes consultas.

Valor do upgrade: A versão grátis do Splunk Enterprise oferece suporte para apenas um usuário e 500 MB de dados por dia. O plano pago para a versão Entreprise sai por US$ 1.800 (cerca de R$ 9.000) por ano e permite usuários ilimitados.

Avaliadores mais frequentes: Em 2018 e 2019, 15% das avaliações de usuários do Splunk no Capterra vieram de pequenas empresas (menos de 100 funcionários), 30%, de empresas de médio porte (de 101 a 1.000 funcionários) e 55%, de grandes empresas (mais de 1.000 funcionários).

A maioria dos avaliadores eram dos setores de software, serviços de TI e bancos.

Aplicativos móveis: Android, iOS

captura de tela splunk
Painel de monitoramento de rede no Splunk Enterprise, que tem upgrade caro (Fonte)

Saiba mais

5. Zabbix

Trata-se de um software gratuito de código aberto de monitoramento de rede que inclui monitoramento de servidores, de aplicativos e de infraestrutura na nuvem. Além disso, o programa usa técnicas avançadas de detecção de problemas para prever tendências e detectar anomalias.

O Zabbix também apresenta detecção automática de dispositivos em uma rede, alertas, correlação de eventos e execução remota de comandos. O software possui uma comunidade ativa que atualiza regularmente a ferramenta e adiciona recursos.

O programa é usado por empresas de todos os tamanhos de diversos setores, incluindo serviços financeiros, varejo, TI e telecomunicações. O Zabbix está disponível como uma solução hospedada (Zabbix Cloud) e também como software local.

Prós: Segundo avaliações do Capterra, os destaques são as opções de integração disponíveis, bem como os recursos de alertas e notificações e o painel da ferramenta. Os usuários gostam da capacidade do software de gerar gráficos a partir de dados da rede.

Contras: Alguns usuários consideram a ferramenta difícil de configurar e afirmam que sua documentação e as opções de treinamento são limitadas. Alguns usuários também mencionam que a curva de aprendizado é difícil.

Valor do upgrade: O Zabbix é uma ferramenta grátis, sem planos pagos.

Avaliadores mais frequentes: Durante 2018 e 2019, 43% das avaliações de usuários do Zabbix no Capterra vieram de pequenas empresas (menos de 100 funcionários), 38%, de médias empresas (de 101 a 1.000 funcionários) e 19%, de grandes empresas (mais de 1.000 funcionários).

A maioria dos avaliadores eram dos setores de software, TI e serviços de informática.

Aplicativos móveis: Aplicativos Android e iOS de terceiros.

captura de tela dashboard zabbix
Painel de controle do Zabbix, que oferece usuários gratuitos ilimitados (Fonte)

Saiba mais

 

tabela monitoramento de rede

Próximos passos para escolher a ferramenta certa para sua empresa

A escolha da ferramenta mais adequada para sua organização é sempre uma tarefa desafiadora.

Confira algumas dicas para ajudar na escolha da ferramenta de monitoramento de rede certa para o seu negócio:

  • Experimente as principais alternativas: a partir da sua pesquisa inicial, selecione duas ou três ferramentas e experimente-as para verificar se atendem às suas necessidades.
  • Compare dados e limites de usuários em diferentes planos gratuitos: verifique quantos usuários são suportados pelo plano gratuito. Observe também outros parâmetros, como limites de armazenamento e tempo de retenção de dados.
  • Leia as avaliações de usuários: veja o que outros usuários têm a dizer sobre sua própria experiência com os softwares. Revise os prós e contras de cada ferramenta antes de tomar a decisão final.

Se você está atualmente usando uma ferramenta de monitoramento de rede gratuita ou de código aberto, ou se já usou uma no passado, conte-nos sua experiência na seção de comentários abaixo.

Busca ferramentas de monitoramento de rede? Confira nosso diretório!

Metodologia:

Os produtos considerados para este artigo preenchem os seguintes critérios:

São gratuitos 

  • Oferecem uma versão gratuita e autônoma do software.
  • Não são uma versão de teste onde você deve adquirir uma versão paga após um período limitado de tempo.

São de código aberto

Para serem considerados para este artigo, os softwares de código aberto deveriam fornecer seu código fonte aberto a todos para inspeção, modificação e aprimoramento. O código fonte também deveria ter sido atualizado (sua versão completa ou uma pequena correção) nos últimos 12 meses e deveria funcionar em um dos seguintes sistemas operacionais: Windows, Mac, ou Linux.

Critérios de seleção

Os produtos que atendiam aos critérios acima foram então avaliados em relação à nossa definição de software de monitoramento de rede: programas que rastreiam e monitoram sistemas de rede de computadores para componentes defeituosos ou desatualizados e notificam os administradores de rede sobre quaisquer problemas de rede.

Este exame verificou as capacidades básicas de monitoramento de rede e adequação para a categoria. Além disso, os programas deveriam conter todas as características principais desse tipo de software: monitoramento de largura de banda, monitoramento de servidores e painéis de controle.

Por fim, os softwares também precisavam de um mínimo de 10 avaliações publicadas na página da categoria de softwares de monitoramento de rede entre 5 de setembro de 2018 e 5 de setembro de 2019.

Nota: Os prós e contras listados são derivados dos recursos listados nos sites dos produtos e dos comentários dos usuários nos domínios da Gartner Digital Markets (Capterra, GetApp, e Software Advice). Eles não representam a opinião do Capterra ou de seus afiliados, nem constituem um endosso.

Esse artigo pode se referir a produtos, programas ou serviços ainda não disponíveis em seu país, ou pode ter restrições legais ou regulatórias. Sugerimos que você consulte o provedor de software diretamente para informações sobre disponibilidade do produto ou conformidade com as leis locais.