Os 3 melhores softwares de controle de estoque grátis e de código aberto

Publicado em 08/02/2022 por Dan Taylor e Lucca Rossi

Confira opções de software de controle de estoque grátis

*Artigo publicado originalmente em 30/05/2019

Um bom controle de estoque pode ser o fator determinante entre fechar uma venda e perdê-la para um concorrente. Afinal, quem não sabe que produtos tem e onde encontrá-los, sofrerá para vendê-los.

Por isso, uma boa gestão do estoque é capaz de fazer a diferença entre operar com eficiência e perder dinheiro. 

É aí que entra um bom software de controle de estoque, otimizando a quantidade de mercadoria à disposição e informando quais são os pedidos necessários. Quem não encontra um programa que se adapte às suas necessidades corre o risco de perder receita, o que uma ferramenta eficiente pode ajudar a evitar.

A boa notícia é que não é necessário ir à falência para isso, já que algumas soluções estão disponíveis no mercado a custo zero. Neste artigo, identificamos três opções de sistema de controle de estoque gratuito, com pelo menos 20 revisões e uma classificação geral mínima de 4 de 5 estrelas no Capterra (confira a metodologia completa no final do artigo).

Planilha de controle de estoque grátis

Não deixa também de conferir nossa planilha de controle de estoque grátis para manter um nível de estoque seguro mesmo sem a ajuda de nenhuma ferramenta:

BAIXE AQUI NOSSA PLANILHA DE CONTROLE DE ESTOQUE GRÁTIS

Os 3 melhores programas de controle de estoque gratuitos e de código aberto

Estas opções existem, é verdade, mas são poucas, por isso não é tarefa fácil selecionar soluções para controle de estoque grátis.

Na lista abaixo reunimos três opções pagas que possuem versões sem custo ou de código aberto. Antes de começar, veja uma breve comparação entre as ferramentas selecionadas. Os softwares aparecem em ordem alfabética.

Comparação entre ferramentas de controle de estoque grátis

1. Odoo

Tutorial do Odoo (Fonte [conteúdo em inglês])
  • Classificação geral: 4,2/5 
  • Praticidade: 4/5
  • Atendimento ao cliente: 3,6/5
  • Recursos: 4,1/5
  • Qualidade/preço: 4,1/5

Projetado como um sistema ERP, o Odoo é adaptável ao tamanho da empresa, seja de grande ou pequeno porte, graças ao layout do aplicativo de extensão do software. Para o controle de estoque estão disponíveis, entre outros recursos, os sistemas de gestão de armazéns e de ponto de vendas (PDV) ou compras.

Por ser um ERP, todos os dados são combinados no back-end, o que permite que as compras passem diretamente para o estoque e a contabilidade.

O módulo de gerenciamento de inventário da Odoo permite aos usuários rastrear pedidos de entrega, pedidos em atraso, recepções e pedidos de transferência de itens de inventário. 

Ele também suporta tecnologia de leitor de código de barras via Wi-Fi, Bluetooth, ou conexões USB. Há uma integração perfeita com os outros módulos do ecossistema ERP, de modo que você não precisa atualizar manualmente o inventário e os relatórios contábeis sempre que um produto é vendido.

Além da sua versão online gratuita para até duas pessoas, quem baixar a opção de código aberto e puder hospedá-la, terá o programa grátis para um número ilimitado de usuários, mas sem suporte –apenas com acesso a tutoriais, documentação e comunidade.

Saiba mais

2. Square for Retail 

Apresentação do Square for Retail (Fonte [conteúdo em inglês])
  • Classificação geral: 4,7/5 
  • Praticidade: 4,7/5
  • Atendimento ao cliente: 4,4/5 
  • Recursos: 4,6/5
  • Qualidade/preço: 4,5/5

O Square for Retail é um programa de controle de estoque e sistema PDV baseado na nuvem que ajuda as empresas a gerenciar operações de varejo on-line e off-line. Os principais recursos incluem criação de sites, gestão de inventário, gerenciamento de pedidos, gerenciamento de checkout e pagamento, além de relatórios.

Os recursos de controle de estoque disponíveis no plano gratuito do Square for Retail permitem fazer a contagem e rastrear a rotatividade do estoque. A versão gratuita também inclui alertas de baixo estoque, notificando os usuários quando os níveis do inventário caem abaixo do volume crítico do pedido. Isso ajuda a iniciar o abastecimento do estoque antes de as quedas afetarem as operações normais. Na versão paga, o usuário tem acesso a impressão de código de barras e ferramenta de histórico de inventário. 

As opções de suporte ao cliente incluem telefone, e-mail, bate-papo ao vivo, redes sociais e uma base de conhecimento para autoatendimento.

Saiba mais

3. Zoho Inventory

Apresentação do Zoho Inventory (Fonte [conteúdo em inglês])
  • Classificação geral: 4,5/5 
  • Praticidade: 4,4/5
  • Atendimento ao cliente: 4,3/5 
  • Recursos: 4,2/5
  • Qualidade/preço: 4,3/5

O Zoho Inventory é um programa de controle de estoque baseado na nuvem que traz recursos de controle de inventário, gestão de armazéns, venda multicanal e gerenciamento de pedidos.

O plano gratuito do Zoho Inventory dá acesso até dois usuários e permite gerenciar pedidos de inventário online e offline, além de rastrear remessas e atividades do depósito. Esse software de controle de estoque pode ser integrado a plataformas de e-commerce para facilitar a administração da retaguarda do negócio.

O Zoho oferece diferentes opções de suporte ao cliente, incluindo uma base de conhecimento de autoatendimento, FAQs, fóruns, e-mail e suporte por telefone.

Saiba mais

O que ter em mente na seleção de um programa de controle de estoque grátis ou de código aberto

Selecionar um sistema de controle de estoque gratuito não é uma tarefa simples. No processo, você pode ser confrontado com muitas dúvidas se está escolhendo o software certo para o seu negócio.

Abaixo, reunimos alguns pontos-chave que você deve investigar com o fornecedor antes da implementação de um software de controle de estoque.

Os planos premium incluem suporte por telefone e e-mail? Nem todas as dúvidas técnicas podem ser tratadas através de materiais de autoatendimento. Para algumas consultas específicas, você precisará interagir diretamente com a equipe de suporte técnico. Por isso, investigue se há opção de suporte por telefone e e-mail.

O software se integra com outros programas que uso na gestão do meu negócio? Sem integração, você precisará exportar dados do seu software de controle de estoque e enviá-los a outros programas. Embora não seja um grande problema, isso pode limitar sua capacidade de manter todos os sistemas atualizados em tempo real.

Com que periodicidade há atualizações do software? Se o fornecedor do programa de controle de estoque lança atualizações com frequência, isso indica que a empresa está focada em adicionar novas funcionalidades e corrigir problemas existentes.

É hora de decidir

Todos os sistemas selecionados neste artigo dão conta de praticamente tudo o que o controle de estoques de pequenas e médias empresas precisa e muitos possibilitam adicionar mais recursos e capacidade à medida que o negócio cresce.

Busca softwares de controle de estoque? Confira nosso catálogo!

Metodologia

Os produtos considerados para este artigo tiveram que ser:

  • Oferecer uma versão gratuita e de código aberto (não foram consideradas versão de teste, que se expiram após determinado tempo).
  • Corresponder com a definição do Capterra sobre softwares de gestão de estoque: os produtos dessa categoria monitoram níveis de estoque para otimizar a produção e distribuição de bens para atacado e varejo.
  • Possuir uma classificação mínima de 4 de 5 estrelas na página do Capterra.

Os programas foram listados neste texto de acordo com a ordem alfabética.

Esse artigo pode se referir a produtos, programas ou serviços ainda não disponíveis em seu país, ou pode ter restrições legais ou regulatórias. Sugerimos que você consulte o provedor de software diretamente para informações sobre disponibilidade do produto ou conformidade com as leis locais.

Sobre o(a) autor(a)

É Program Manager no Capterra. Como analista, cobriu temas como cibersegurança e meios de pagamento digitais. Seu trabalho já apareceu na Folha de S.Paulo, Tecmundo, entre outros.

É Program Manager no Capterra. Como analista, cobriu temas como cibersegurança e meios de pagamento digitais. Seu trabalho já apareceu na Folha de S.Paulo, Tecmundo, entre outros.