O que é um gerenciador de senhas e por que a sua empresa precisa dele

Publicado em 14/04/2021 por Bruno Peláez e Marcela Gava

Muitas companhias ainda não se atentam a um item fundamental da rotina: o armazenamento seguro de senhas. Neste texto, entenda o que é um gerenciador de senhas e como esta ferramenta pode reforçar a proteção da sua empresa

Saiba o que é um gerenciador de senhas

A série recente de vazamentos de dados escancarou o fato de que muitas empresas brasileiras ainda estão despreparadas no que diz respeito à cibersegurançaUm dos principais pontos de vulnerabilidade está relacionado à escolha e ao armazenamento de senhas. 

Pesquisa realizada em 2020 pelo Capterra comprova as más práticas na administração de senhas: a grande maioria dos profissionais de pequenas e médias empresas (PMEs) do país afirmam guardar senhas na memória (42%) ou em planilhas do Excel (37%). 

Uma maneira de contornar o cenário é utilizar um sistema de gerenciamento de senhas –ferramenta responsável por armazenar códigos e promover logins seguros.

No entanto, a adoção deste sistema ainda é insatisfatória. Outro estudo encabeçado pelo Capterra, nos mercados em que a plataforma está presente –incluindo Brasil–, aponta que apenas 29% das PMEs usam um sistema de gerenciamento de senhas.

Trata-se de uma adesão baixa para uma ferramenta que pode trazer inúmeros benefícios em termos de proteção. Neste texto, o Capterra explica o que é um gerenciador de senhas e por que sua empresa deve aderir a ele o quanto antes.

O que é um gerenciador de senhas?

Um gerenciador de senhas é um sistema de segurança informática que serve como um depósito de todas as senhas que você usa em diferentes aplicações. Toda vez que for fazer login em um software ou página, o gestor de senhas é quem se encarregará da tarefa através das credenciais de acesso que você optar por armazenar nele. 

Este sistema permite a criação de senhas exclusivas para cada uma de suas contas, possibilitando também salvá-las em local seguro e acessá-las por meio de uma extensão no navegador ou de um aplicativo. Assim, o gerenciador de senhas pode ser usado tanto com o computador como com o seu smartphone ou tablet.

Ao usar um gerenciador de senhas em sua empresa, você pode compartilhar senhas com segurança entre os funcionários. Dessa forma, deixa de ser necessário anotá-las em um papel ou enviá-las por e-mail, reduzindo bastante o risco de alguém interceptá-las. 

É uma solução conveniente para equipes que trabalham na modalidade remota, já que não será preciso compartilhar senhas a todo momento; também, para empresas que utilizam muitos softwares na sua rotina, evita-se a repetição da mesma senha para diferentes aplicações. 

Medidas de segurança incluídas nos gerenciadores de senha

Agora que você já sabe o que é um gerenciador de senhas, é hora de aprender as medidas de segurança que esse tipo de software pode fornecer a você e à sua empresa.

Ataques de força bruta 

Neste tipo de ataque, um hacker utiliza diferentes técnicas para tentar decifrar a senha. Portanto, quanto mais longa e complexa for a senha, mais difícil será decifrá-la. Usar um gerenciador de senhas irá protegê-lo contra esse tipo de ataque, pois permite que você gere senhas fortes usando combinações aleatórias de números, letras e caracteres especiais.

Injeção de código no banco de dados 

Estes ataques são direcionados a empresas que gerenciam um número significativo de usuários e, portanto, possuem muitas combinações de e-mails e senhas em seus bancos de dados. Recentemente, o setor de informática do Sistema Único de Saúde (SUS) foi invadido e o hacker apontou vulnerabilidades no sistema para esse tipo de ataque. Um gerenciador de senhas irá avisar você se uma mesma senha for usada mais de uma vez, permitindo que ela seja alterada rapidamente se estiver comprometida.

Roubo de senha

Uma senha escrita em um pedaço de papel ou até mesmo em um documento no computador corre o risco de chegar às mãos de alguma pessoa com más intenções. Este risco de segurança pode ser evitado com a utilização de um gerenciador de senhas, pois ele as mantém em um local seguro e criptografado.

A importância de usar senhas fortes em tempos de teletrabalho

Com a pandemia de COVID-19, muitas empresas implementaram o teletrabalho, o que gerou um desafio para manter a segurança nas conexões remotas entre a empresa e os usuários. Com isso, tornou-se vital contar com sistemas de segurança de rede para proteger as conexões e, assim, evitar vulnerabilidades no sistema.

Além disso, é recomendável que as empresas implementem uma política de gerenciamento de senhas que incentive o uso de senhas fortes, algo que os gerenciadores de senhas oferecem.

O estudo do Capterra mencionado no início deste texto também revelou que, no Brasil, apenas 49% dos entrevistados adotam senhas com letras, números e caracteres aleatórios, algo que deveria ser praxe. Este cenário é preocupante, pois reforça que a maioria das empresas não dá a devida importância ao gerenciamento de senhas, o que as expõe a uma brecha de segurança.  

Funções de um gerenciador de senhas

É importante não apenas saber o que é um gerenciador de senhas e o que ele faz, mas também saber escolher aquele que melhor se adapta às necessidades da sua empresa. Para isso, você deve ter em mente se o software inclui, pelo menos, estas cinco funcionalidades:

  • Capacidade de rastrear o uso de senhas e gerar relatórios: função que permite monitorar aspectos como quem acessou determinadas contas, a partir de qual IP e por quanto tempo;
  • Autenticação multifator: característica que permite verificar o acesso do usuário ao gerenciador de senhas, utilizando a autenticação de dois fatores;
  • Conexão VPN: funcionalidade que adiciona uma camada extra de segurança ao usar o gerenciador de senhas por meio de conexões remotas que criptografam a comunicação. Também existem programas VPN específicos para este tipo de segurança;
  • Auditoria de senhas: recurso que analisa quais senhas são fracas e sugere alterá-las;
  • Códigos aleatórios: funcionalidade que cria uma senha segura e longa, com caracteres especiais, evitando assim usar o mesmo código para diferentes aplicações.

Até aqui, você aprendeu o que é um gerenciador de senhas, as medidas de segurança que ele inclui e as principais funções que esse tipo de software oferece. Agora é o momento de saber se esta ferramenta é mesmo confiável.

Posso confiar em um gerenciador de senhas?

Apesar de os gerenciadores de senhas não nos protegerem completamente contra ataques cibernéticos, podemos nos beneficiar bastante de suas vantagens. Abaixo, listamos dois motivos pelos quais você pode confiar nesses programas:

1- Os gerenciadores de senhas evitam ataques de reutilização de senhas. Caso um hacker roube uma de suas senhas, não poderá utilizá-la nas demais contas, pois o gerenciador de senhas impede que você use a mesma senha em mais de uma conta.

2- Toda a informação disponível na internet está vulnerável ​​a sofrer algum tipo de ataque cibernético. Implantar um gerenciador de senhas não significa que nossos códigos estarão seguros para sempre, mas seu uso é recomendado pois torna o trabalho dos hackers mais difícil ao agregar um ou mais níveis extras de segurança aos dados da empresa.

Ao dispensar o uso de um gerenciador de senhas, sua empresa se torna mais suscetível a uma quebra de segurança, o que pode resultar em perdas significativas para o seu negócio.

Busca sistemas de gerenciamento de senhas? Confira nosso catálogo!

Esse artigo pode se referir a produtos, programas ou serviços ainda não disponíveis em seu país, ou pode ter restrições legais ou regulatórias. Sugerimos que você consulte o provedor de software diretamente para informações sobre disponibilidade do produto ou conformidade com as leis locais.