15 anos ajudando empresas brasileiras
a escolherem o melhor software

Semicondutor de óxido metálico complementar (CMOS na sigla em inglês)

Um semicondutor de óxido metálico complementar (CMOS na sigla em inglês) é uma tecnologia de semicondutor que usa transistores do tipo P (que carregam uma carga positiva) e transistores do tipo N (que carregam uma carga negativa). A tecnologia CMOS usa menos energia e gera menos calor, o que dá mais densidade ao circuito. No entanto, isso tem o custo de ser mais lento do que as tecnologias de semicondutores bipolares. O caso de uso mais comum de CMOS é o armazenamento das configurações do BIOS de um computador, que é uma configuração integrada para tarefas essenciais, como inicializar o sistema operacional e controlar o teclado. Essas configurações devem ser preservadas mesmo quando o computador está desligado e, portanto, o chip CMOS tem sua própria bateria autoalimentada.

O que as pequenas e médias empresas precisam saber sobre Semicondutor de óxido metálico complementar (CMOS na sigla em inglês)

Baterias CMOS descarregadas ou descarregando são uma possível fonte de problemas de TI, como uma data ou hora incorreta no computador. As empresas devem estar familiarizadas com a função do CMOS para diagnosticar esses problemas quando eles ocorrem.

Termos relacionados